Entrando no vestido com Ultra Slim System.

Festas de fim de ano, casamentos e a chegada do verão são em eventos extremamente torturantes para quem está com algum tipo de sobrepeso ou obesidade. Sempre há grande dificuldade em encontrar uma roupa que nos satisfaça e as lojas que oferecem os modelos xl ou xxl são raras e demasiadamente caras. Dessa forma, o ideal – estético e principalmente de saúde – é a perda de peso, a redução de medidas para se adequar aos modelos disponíveis. Nessas épocas, as academias lotam e a busca por receitas milagrosas de perda peso sempre aumentam.

“Dieta pré-festa”, “como desinchar para entrar no vestido de festa”, “dieta da noiva”, “dieta pré-matrimônio” e outros milhares de dietas incentivam as pessoas a acabarem com as sua saúde passando fome ou se expondo a produtos gravemente prejudiciais à saúde. É importante manter a calma e não nas primeiras opções que aparecem, pois geralmente são as mais danosas possíveis.

A reeducação alimentar obviamente é um passo importante, mais frutas, verduras, legumes, cereais e sucos e bastante água. Juntamente com a eliminação de refrigerantes e comidas pesadas antes do sono. A suplementação alimentar também pode ser um grande aliado, principalmente se naturais, é o caso do Ultra Slim System. O Ultra Slim System é um poderoso suplemento alimentar natural que trará grandes impactos na redução de medidas e a sua felicidade ao conseguir entrar no vestido que sempre sonhou.

O Ultra Slim System é bastante eficaz na aceleração da taxa metabólica basal, ou seja, no aumento de seu metabolismo. Isso facilita sobremaneira a queima de gordura, traz aquela sensação de saciedade após comer – ainda que pouco –, fazendo com você reduza gradualmente a ingestão alimentos desnecessários de forma desregrada. Isso diminuirá aquela “fome psicológica” que na verdade é apenas um lapso entre a ingestão e a saciedade.

O produto, elaborado pela fabricante Healwheel, não é um remédio, mas sim uma suplementação alimentar que possui como diferenciação a sua composição totalmente natural, com a fibra Psyllium que possui comprovada ação emagrecedora. Diversos depoimentos de usuários do Ultra Slim System demonstram emagrecimento de 22kg em um prazo de até 6 meses, nada mal, por exemplo, para um casamento.

O papel das fibras na digestão e no emagrecimento.

Quando percebemos que estamos acima do peso e tomamos a decisão de seguir uma dieta, é importante procurar um médico endocrinologista para nos dizer se nosso caso é muito sério (obesidade), ou se é só uma questão de fazer uma re-educação alimentar. É o especialista quem vai nos dizer se precisamos partir para o uso de medicamentos ou não.  Por isso, é sempre bom fazer uma consulta antes de tomar certas decisões. Mas também é super válido ficar ligada nas novidades do mercado e ler boas dicas de sites especializados no assunto para saber quais são os alimentos e compostos que realmente fazem bem para a saúde e que poderão nos auxiliar a mudar nossos hábitos alimentares.

Você com certeza deve se lembrar de sua avó dizendo para você se alimentar bem, comer frutas e verduras e que você deve ir ao menos uma vez ao banheiro por dia. Antigamente a alimentação era mais saudável. As pessoas tinham mais tempo para comer e as frutas e verduras tinham mais qualidade, pois os agrotóxicos não eram tão utilizados. Não havia também tanta necessidade de os alimentos serem feitos de forma muito rápida, como por exemplo, o frango, que hoje é feito com diversos hormônios, aumentando a produção e diminuindo os nutrientes necessários para as pessoas que o consomem. A produção dos alimentos é feita de forma muito mais mecanizada e veloz o que, no final das contas, só prejudica a nós mesmos.

Quem não tem tempo para fazer uma refeição demorada nem dinheiro para comprar produtos orgânicos e sem muitos agrotóxicos acaba optando por comer em restaurantes fast-food, os famosos lanches rápidos, que não suprem a nossa necessidade de nutrientes. Podem até ter um gosto e cheiro bom, mas possuem muita gordura e nosso corpo acaba pagando um preço bem alto por isso. Pessoas que costumam comer este tipo de refeição rápida começam a desenvolver doenças cardíacas, engordam, ficam com a pele prejudicada e o intestino não funciona bem. Grande parte do problema se deve à falta de fibras na alimentação, componente de extrema importância para uma pessoa que quer perder peso e ser saudável.

Podemos encontrar fibras em duas formas: as solúveis e as insolúveis. As solúveis são encontradas em cereais e frutas e as insolúveis são encontradas em folhas, legumes e feijões.

Claro que a mudança da sua alimentação não vai fazer mágica e de um dia para o outro seu intestino vai começar a funcionar melhor, mas você vai sentir uma boa diferença com o tempo. Comer fibras vai te dar uma sensação de saciedade mais rápida, pois elas são mais difíceis de digerir, fazendo com que você mastigue muito mais e que coma menos nas refeições, além de acelerar os movimentos do intestino, prevenindo problemas como prisão de ventre.

Como inserir mais fibras na nossa alimentação? Ao escolher um pão, prefira o integral. No intervalo entre as principais refeições, prefira frutas ou salada e no almoço e na janta inclua legumes e farelos em seu prato.

Para que as fibras trabalhem da melhor forma no seu organismo, a dica é consumir muita água ao longo do dia, líquido essencial também para a sua beleza.

Para complementar este processo de re-educação alimentar, que é um processo longo e um constante aprendizado, chega ao Brasil Cenalessum composto 100% natural cujos componentes auxiliam na absorção da gordura consumida, fazendo com que ela não seja absorvida pelo intestino, eliminando-a com mais facilidade. Além disso, Cenaless possui grande quantidade de fibras e vitamina C que vão ajudar a prevenir doenças cardíacas e gripes constantes.

Tomando duas cápsulas por dia, uma na hora do almoço e outra na janta, você vai perceber mais disposição e energia para seu dia-a-dia e vai se sentir mais saudável, pois seu intestino vai funcionar melhor. Conforme você for perdendo peso, sua autoestima e disposição irão melhorar, te ajudando na prática de atividades físicas, tão importantes para a aparência e a saúde do nosso corpo.

Os benefícios de Cenaless são vários e seguindo alguns passos, você vai conseguir ter uma vida mais saudável. Primeiro, tome o composto conforme indicado, depois mude sua dieta para uma mais saudável, com alimentos que possuem fibras, frutas e verduras e comece a praticar exercícios físicos, caso você ainda não tenha este costume. Uma caminhada de 30 minutos, ao menos três vezes por semana, já ajuda muito. Manter uma atividade física é bom para o corpo e para a mente. Várias pessoas já tomaram Cenaless e tiveram resultados, e até médicos estão indicando o produto. Ele é seguro e saudável. Você pode fazer seu pedido pelo site oficial do Brasil, e o preço é imperdível!

Com todas estas dicas, não tem como você ficar fora de forma!

Experimente a Dieta Japonesa

Dieta Japonesa

Dieta Japonesa

Se você precisa perder muitos quilos em pouco tempo, talvez a dieta japonesa seja a mais adequada pra você.

Seguindo o modelo da dieta do Dr. Atkins e da dieta da USP, a dieta japonesa elimina quase que por completo a ingestão de carboidratos, de maneira que seu organismo seja levado a buscar nas proteínas e nas gorduras a matéria-prima para gerar energia.

Veja como é simples seguir a dieta japonesa. Dê uma olhada na tabela abaixo para entender como ela funciona:

Dieta Japonesa 1º dia 2º dia 3º dia 4º dia 5º dia 6º dia 7º dia
Café da manhã 1 ou 2 só 3 só 3 só 3 só 3 só 3 só 3
Almoço 4 ou 5 5, 6 ou 7 4, 8 ou 9 10, 11 ou 12 9 ou 13 só 14 6 ou 7
Jantar 6 ou 15 16 17 18 ou 19 20 4 21


Não entendeu nada, né? Pois bem, cada número na dieta japonesa corresponde a um grupo ou uma porção de alimentos que deve ser seguida rigorosamente, sem substituições. A legenda da tabela segue abaixo:

GRUPO PORÇÃO
1 Café amargo ou com adoçante – nunca com açúcar
2 Chá com adoçante – nunca com açúcar
3 Café biscoitos tipo água e sal
4 Dois ovos cozidos com pouco sal
5 Verduras à vontade
6 Um bife grande
7 Frutas à vontade
8 Salada à vontade
9 Tomate à vontade
10 Um ovo cozido
11 Cenoura crua ou cozida
12 Uma fatia de queijo – prefira queijos brancos
13 Filé de peixe – de preferência grelhado
14 Frango assado à vontade – evite a pele
15 Salada de pepino
16 Só presunto à vontade
17 Presunto, salada de repolho, cenoura e chuchu à vontade
18 Salada de frutas à vontade – sem creme ou açúcar
19 Iogurte natural
20 Bife e salada de frutas à vontade
21 Comer o que quiser dentro do regime


Devido à drástica restrição de carboidratos na alimentação, a dieta japonesa precisa ser utilizada com cuidado. O nosso organismo sofre um certo estresse pela ausência dos carboidratos, o que pode causar alguns efeitos desagradáveis, como dor de cabeça, náusea, tontura e fraqueza. Caso você sinta algum desconforto enquanto estiver passando pela dieta japonesa, deve interromper o tratamento e procurar o auxílio de um médico imediatamente. O desejo de emagrecer nunca deve ser maior do que o cuidado com a própria saúde. Seja como for, experimente a dieta japonesa e fique de olho no seu corpo.

 

Você já tentou a dieta do carboidrato?

Dieta do Carboidrato

Dieta do Carboidrato

Se você quer mesmo emagrecer, já deve ter tentado de tudo. Copos de limão todas as manhãs, em jejum, para desintoxicar e perder peso, semanas à base de sopas e caldos ralos, ou trocar todas as comidas por misturas cor de terra sem gosto algum, os chamados shakes. A lista de loucuras que as pessoas se submetem para tentar perder peso é enorme. Mas, que tal se, ao invés de procurar esses métodos, digamos, não ortodoxos de emagrecimento, você apenas fizesse algumas mudanças inteligentes na sua alimentação? Algo que fizesse sentido para o seu corpo? Algo como a dieta do carboidrato.

A dieta do carboidrato funciona e de um jeito muito simples. Ela propõe uma redução no consumo de carboidratos, levando a taxa desse nutriente algo próximo do 0. Fazendo isso, ela obriga o organismo a procurar outras fontes para gerar energia – outros macronutrientes, como a gordura e a proteína. Isso não só diminui a produção de pneuzinhos novos – diminuindo a energia produzida, diminui-se também a energia que pode vir a ser acumulada se não for gasta (energia acumulada = pneuzinho) – como estimula o corpo a usar as gorduras existentes para ter combustível para suas atividades, ou seja, queima as gorduras dos pneuzinhos indesejados.

Mas a dieta do carboidrato não traz apenas vantagens, benefícios e maravilhas não. Com essa dieta a pessoa fica praticamente impedida de fazer atividades físicas ou praticar esportes. Isso porque o carboidrato não só é o principal nutriente para os músculos, para que possam desempenhar bem suas funções, como é fundamental para a regeneração depois dos exercícios. Além disso, esse processo de síntese de gorduras e carboidratos – chamado de Cetose – não é muito confortável e apropriado para o corpo humano. Ao produzir energias dessas fontes, o processo metabólico deixa alguns resíduos no organismo – que são conhecidos como corpos cetônicos – que são tóxicos e podem causar uma série de efeitos bastante desagradáveis, como dores de cabeça, enjoos, sensação de fraqueza, tontura entre outros. Por isso é sempre recomendado, ao menor sinal desses sintomas, que se interrompa a dieta do carboidrato e consulte um médico. Aliás, você sequer deveria ter começado a dieta do carboidrato sem ter se consultado com um médico antes.

Enfim, seja como for, o fato é que a dieta do carboidrato tem sim suas vantagens e desvantagens, mas já ajudou muita gente a conseguir seus objetivos estéticos. Talvez ela sirva pra você, talvez não. Mas só há uma maneira de saber. Experimente! Consulte profissionais qualificados e pergunte sobre a dieta do carboidrato. Quem sabe não é essa a resposta que você procura há tanto tempo.

 

Conheça a Dieta da Proteína

Dieta da Proteína

Dieta da Proteína

Dentre todas as inúmeras ofertas de dietas e programas para emagrecer disponíveis no mercado, há aquelas que são vistas como controversas, que têm o seu funcionamento questionado por especialistas, ao passo que trazem também testemunhos apaixonados de pessoas que conseguiram mudar de vida. Dentro desse controverso grupo, com certeza, a dieta da proteína se destaca.

A dieta da proteína é simples: ela propõe uma redução drástica na ingestão de carboidratos, levando o nível desse nutriente a algo bem baixo, enquanto se aumenta o consumo das proteínas. Pães, massas, batatas, milho e uma série de outros alimentos ficam restritos, ao mesmo tempo em que muitos alimentos tidos como vilões das dietas são permitidos, como a carne vermelha, por exemplo, rica em proteína animal. Esse desequilíbrio nos nutrientes que a dieta da proteína proporciona tem consequências no nosso organismo que auxiliam a perda de peso, mas é aí que mora grande parte da controvérsia em torno dessa dieta. Ao não ingerir carboidratos, o corpo sente a necessidade de buscar matéria-prima para transformar em energia em outro lugar. Onde? Nas proteínas principalmente, e nas gorduras. Acontece que esse processo – chamado de Cetose – não é tão simples quanto a síntese de carboidratos. O corpo demora mais pra quebrar as moléculas de proteína e gordura, e esse processo deixa resíduos – conhecidos como corpos cetônicos – que são tóxicos, nocivos às nossas células. A consequência disso é: dor de cabeça, enjoo, náusea, tontura, cansaço, fraqueza entre outros. Outro problema está ligado a estudos que mostraram que, a maior parte do peso perdido ao seguir a dieta da proteína é composta de líquidos e massa magra, ao invés do tecido adiposo, nossa camada de gordura.

Mas a dieta da proteína, apesar de tudo, tem recebido cada vez mais testemunhos empolgados de pessoas que atingiram seus objetivos e perderam os quilos que sonhavam. Os números são bastante ousados: 5 quilos em uma semana, 9 quilos em quinze dias, e por aí vai. Ao reduzir a quantidade de carboidratos, diminui-se também a quantidade de energia produzida pelo corpo e é essa energia em excesso, que não é gasta ao longo do dia, que acaba sendo transformada nos pneuzinhos que tanto conhecemos e queremos esquecer. Essa redução também ajuda os mais preguiçosos e sedentários a perderem peso, pois ela impede a pessoa de praticar esportes, atividades e exercícios físicos. Uma vez que os carboidratos são a principal fonte de combustível para os músculos, bem como ajudam na recuperação após as atividades, quando a pessoa diminui o consumo pela dieta da proteína recomenda-se não praticar nenhum exercício, pois o estresse para o corpo pode ser muito prejudicial.

Enfim, polêmica ou não, a verdade é que a dieta da proteína já funcionou e ainda funciona pra muita gente. Pode não funcionar para todos, é claro, mas se não houvesse tantos casos e histórias de sucesso, com certeza a dieta da proteína não teria alcançado a notoriedade que tem hoje. Arrisque! Talvez a dieta da proteína seja perfeita pra você!

 

Quais os melhores exercícios para perder barriga?

Exercícios para Perder Barriga

Exercícios para Perder Barriga

Quais os melhores exercícios para perder barriga? Você deve já ter se perguntado isso várias vezes, saindo do banho, olhando para o espelho, chateada com um pneuzinho que teima em não desaparecer. Já começou várias dietas – a da lua, da sopa, do limão, da USP, etc. – mas nenhuma delas conseguiu acabar com ele. Mas agora chega. Dessa vez você decidiu que vai se mexer, fazer alguma coisa a respeito! Só não sabe por onde começar. Pois bem. Reunimos aqui alguns dos melhores exercícios para perder barriga que você pode praticar em qualquer lugar, sem a necessidade de ter que ir até uma academia, ou comprar aparelhos caríssimos que não cabem em lugar nenhum. Mas saiba que a instrução apresentada por um personal trainer não deve nunca ser substituída por textos na internet. Ao menor sinal de desconforto ao praticar quaisquer exercícios, interrompa a execução e procure orientação profissional.

1) Faça assim: deitada em uma superfície confortável, de barriga pra cima, flexione os joelhos e mantenha os pés no chão. Coloque os dedos atrás da cabeça e faça um movimento simultâneo aproximando o cotovelo esquerdo do joelho direito, trazendo a perna e levantando o tronco, ao mesmo tempo em que estica a perna esquerda. Faça o mesmo invertendo os lados. Tenha em mente que o que deve projetar sua cabeça pra cima são os músculos do seu abdômen, e não as suas mãos. Faça até 20 repetições.

2) Deite no chão com a barriga pra cima, em uma superfície rígida, porém confortável, contraia o abdômen e levante ambas as pernas em direção ao teto. Mantenha as pernas nessa posição por alguns segundos e retorne-as para a posição inicial. Faça de 15 a 20 repetições.

3) Deite-se no chão, mantenha o corpo reto e confortável. Flexione as pernas e coloque as mãos atrás da cabeça, mantendo atenção para não forçar o pescoço. Faça ambos os movimentos ao mesmo tempo: levante os joelhos em direção à cabeça enquanto leva a cabeça em direção aos joelhos, sempre prestando atenção nos músculos abdominais, percebendo o seu trabalho e esforço. Tente repetir até 20 vezes.

4) Deite no chão, barriga pra cima, superfície plana e agradável. Flexione os joelhos e mantenha os dois pés no chão. Olhando o tempo todo para o teto, leve as mãos atrás da cabeça, pouco acima da nuca, eleve o tronco alguns centímetros e expire. Quando voltar à posição inicial, inspire. Faça 4 séries de 10 a 15 repetições, pois estes são ótimos exercícios para perder barriga.

5) Deitada no chão confortavelmente, prenda os pés em algum apoio com, por exemplo, a parte de baixo do sofá da sala. Levante todo o seu corpo sem nenhum apoio, apenas com a contração do seu abdômen. Retorne à posição inicial. Faça todo o movimento sem pressa e da maneira mais suave possível. Repita quantas vezes conseguir, sem que haja sofrimento.

 

Apresentamos a Dieta da USP

Dieta da USP

Dieta da USP

A dieta da USP tem conseguido milhares de fãs por onde passa. É um método muito eficaz de se perder peso rapidamente, seja para caber naquele vestido chique que você quer usar num casamento, ou para moldar a silhueta no biquíni pro verão. Trata-se de uma dieta que se propõe a restringir o consumo de carboidratos, usando como base uma alimentação rica em proteínas e gorduras – ovos, presunto e folhas são os alimentos mais consumidos.

Com a dieta da USP você pode perder até 1 quilo por dia. Ela apresenta um programa para uma semana que pode ser repetido por mais uma, caso seja necessário. Porém, especialistas recomendam não manter a dieta da USP por mais de duas semanas, uma vez que a restrição de carboidratos que ela propõe pode causar alguns pequenos transtornos ao nosso organismo. Dores de cabeça, enjoos e fraqueza são alguns desses efeitos, que surgem por conta do processo de Cetose que o nosso corpo precisa passar devido à restrição dos hidratos de carbono. A Cetose é o processo metabólico que o organismo desenvolve para transformar gorduras e proteínas em energia – uma vez que a principal fonte é suprimida da alimentação. Esse processo é lento e trabalhoso, deixando algumas substâncias tóxicas como resíduos, que causam os efeitos colaterais citados anteriormente.

De uma forma ou de outra, existem sim vários relatos de pessoas que conseguiram sucesso nos seus planos usando a dieta da USP. Caso você esteja curioso pra saber como ela funciona, segue abaixo uma tabela com as refeições sugeridas para os 7 dias da Dieta da USP. Veja se é a sua cara:

 

Dieta da USP CAFÉ DA MANHÃ ALMOÇO JANTAR
1º dia Café preto, sem açúcar, com adoçante ou amargo mesmo. 2 ovos cozidas com ervas à vontade. Salada com alface, pepino e salsão à vontade.
2º dia Café com biscoitos água e sal. 1 bife generoso com salada de frutas a gosto. Presunto à vontade.
3º dia Café com biscoitos água e sal. 2 torradas, com dois ovos cozidos mais salada de vagem. Salada e presunto.
4º dia Café com biscoitos água e sal. 1 ovo cozido, com 1 cenoura e queijo minas à vontade. Salada de frutas com iogurte natural.
5º dia Cenoura crua com limão espremido, mais café preto. Frango grelhado à vontade. 2 ovos cozidos com cenoura.
6º dia Café com biscoitos água e sal. Filé de peixe com tomates, à vontade. 2 ovos cozidos com cenoura.
7º dia Café preto e limão Bife grelhado com frutas, à vontade. O que quiser! Menos doce e bebidas alcoólicas.

 

Ao final dos 7 dias, caso não esteja satisfeito, recomece o programa. Lembre-se de não insistir na dieta da USP por maias de duas semanas. Boa dieta!